Quarta-feira, 28 de Março de 2012

(36) Portugal

Portugal

Localizado no belo extremo da Europa

Rodeado de mar e de rios navegáveis

Onde impera o fado e este grito de revolta

Por culpa destas condições tão instáveis

 

Por aqui o futuro tornou-se incerto

Não revelando o que o amanhã nos trará

Vou assistindo a tudo tão de perto

Ao abismo a que esta política nos levará

 

Até estudar é um dilema

Ficando os alunos sem saber como pensar

Sem saber se vale a pena

Lutar para um melhor futuro alcançar

 

Quem não tem dinheiro

Não estuda porque há necessidade

Ficando por concretizar o sonho verdadeiro

Pois ninguém vive do ar estando numa Universidade

 

Já nem a cultura lhes importa

Tal é a mentalidade capitalista

Agora que temos o FMI a tocar à porta

Mentalidade que nunca se revelou realista

 

Perdeu-se também o sentido de uma revolução

Estamos todos apáticos e sem vontade

A riqueza nunca se revelou tanto uma ilusão

Todos os sonhos estão esquecidos por necessidade.

publicado por poesiaemrede às 01:41
link do poema | comentar | favorito
|

Poemas a Concurso

Publicação Final

(45) Manifesto

(44) A miséria que ningué...

(43) POETA DO MAR ONDULA...

(42) Longos sorvos de tem...

(41) Desgraça, grande mal...

(40) A voz da sociedade

(39) O Segredo das Palavr...

(38) Nada

(37) FORCA POÉTICA

(36) Portugal

(35) Globalização fratern...

(34) 18.02, tarde.

(33) livro de reclamações

(32) NO MEU RIO IMAGINÁRI...

(31) Tubarões

(30) Abril

(29) Da lusa gente (ou fa...

(28) Doença

(27) PORTUGAL IMIGRANTE

(26) “Quando perdemos alg...

(25) ANO 2012

(24) Como tu

(23) Desculpa

(22) "Se eu Mandasse"

(21) Depressão ( A doenç...

(20) O que se faz

(19) Viver para Ser

(18) ECO

(17) Justiça injusta

(16) Ainda ontem era Abri...

(15) Os Renegados

(14) PARA ALIMENTAR A ALM...

(13) Eau de Liberdade

(12) Mudança

(11) Sem Rumo

(10) Mentalidades

(9) Pura inocência

(8) Caos na Natureza

(7) " O Mundo "

(6) Que dizes do mundo

(5) Entre o Chão e o Céu

(4) DICOTOMIA DO QUERER E...

(3) PEDIDO EM ORAÇÃO A UM...

(2) (Des)encontros

(1) Mundo Imundo

POESIA EM REDE http://poesiaemrede.no.sapo.pt/

pesquisar poema

blogs SAPO

subscrever feeds