Domingo, 15 de Janeiro de 2012

(8) Caos na Natureza

Caos na Natureza

O Planeta está a sofrer
E o Homem nada faz para o defender.
A nossa vida corre perigo.
O futuro torna-se um inimigo.

A poluição é uma realidade
Que está presente na sociedade.
A Natureza está em extinção
E ninguém se preocupa com a salvação.

O Ambiente espera um salvador,
Mas o ser humano é tão ameaçador.
Como poderá haver harmonia,
Se tudo piora a cada dia?!

Tantos animais a morrer!
Tantas árvores a arder!
O lixo abunda pelas ruas
E as pessoas fingem-se ingénuas.

Tudo contribui para este mal,
Desde os resíduos à atividade industrial.
A Natureza quer continuar a existir
E todos temos o dever de o permitir.

Por: Ginia Silva

publicado por poesiaemrede às 02:56
link do poema | comentar | favorito
|

Poemas a Concurso

Publicação Final

(45) Manifesto

(44) A miséria que ningué...

(43) POETA DO MAR ONDULA...

(42) Longos sorvos de tem...

(41) Desgraça, grande mal...

(40) A voz da sociedade

(39) O Segredo das Palavr...

(38) Nada

(37) FORCA POÉTICA

(36) Portugal

(35) Globalização fratern...

(34) 18.02, tarde.

(33) livro de reclamações

(32) NO MEU RIO IMAGINÁRI...

(31) Tubarões

(30) Abril

(29) Da lusa gente (ou fa...

(28) Doença

(27) PORTUGAL IMIGRANTE

(26) “Quando perdemos alg...

(25) ANO 2012

(24) Como tu

(23) Desculpa

(22) "Se eu Mandasse"

(21) Depressão ( A doenç...

(20) O que se faz

(19) Viver para Ser

(18) ECO

(17) Justiça injusta

(16) Ainda ontem era Abri...

(15) Os Renegados

(14) PARA ALIMENTAR A ALM...

(13) Eau de Liberdade

(12) Mudança

(11) Sem Rumo

(10) Mentalidades

(9) Pura inocência

(8) Caos na Natureza

(7) " O Mundo "

(6) Que dizes do mundo

(5) Entre o Chão e o Céu

(4) DICOTOMIA DO QUERER E...

(3) PEDIDO EM ORAÇÃO A UM...

(2) (Des)encontros

(1) Mundo Imundo

POESIA EM REDE http://poesiaemrede.no.sapo.pt/

pesquisar poema

blogs SAPO

subscrever feeds