Sábado, 31 de Dezembro de 2011

(4) DICOTOMIA DO QUERER E TER

DICOTOMIA DO QUERER E TER

 

Pior que querer e não ter

Pior que ter e não querer

É não saber se quer ou não quer

É não saber se tem ou não tem.

 

E envolta nas incertezas

Eis que surgem as fraquezas

De quem tem e quer

Ou não tem nem quer.

 

Se o querer é poder

O poder é adverso

Corrompe o universo

Afasta a essência da vida.

 

Não queremos nem temos,

Fomos… Somos… Seremos…

 

Almas únicas e distintas

Grandiosas ou abjectas

Algumas talvez…

 

Livres como um pássaro que voa

Voa para encontrar o sítio seguro

Na árvore amiga que um abraço lhe deu

E o acolheu em seu ninho

Quando a manhã caiu de mansinho

Logo adormeceu…

 

Autor: Ana Silva

publicado por poesiaemrede às 19:48
link do poema | comentar | favorito
|

Poemas a Concurso

Publicação Final

(45) Manifesto

(44) A miséria que ningué...

(43) POETA DO MAR ONDULA...

(42) Longos sorvos de tem...

(41) Desgraça, grande mal...

(40) A voz da sociedade

(39) O Segredo das Palavr...

(38) Nada

(37) FORCA POÉTICA

(36) Portugal

(35) Globalização fratern...

(34) 18.02, tarde.

(33) livro de reclamações

(32) NO MEU RIO IMAGINÁRI...

(31) Tubarões

(30) Abril

(29) Da lusa gente (ou fa...

(28) Doença

(27) PORTUGAL IMIGRANTE

(26) “Quando perdemos alg...

(25) ANO 2012

(24) Como tu

(23) Desculpa

(22) "Se eu Mandasse"

(21) Depressão ( A doenç...

(20) O que se faz

(19) Viver para Ser

(18) ECO

(17) Justiça injusta

(16) Ainda ontem era Abri...

(15) Os Renegados

(14) PARA ALIMENTAR A ALM...

(13) Eau de Liberdade

(12) Mudança

(11) Sem Rumo

(10) Mentalidades

(9) Pura inocência

(8) Caos na Natureza

(7) " O Mundo "

(6) Que dizes do mundo

(5) Entre o Chão e o Céu

(4) DICOTOMIA DO QUERER E...

(3) PEDIDO EM ORAÇÃO A UM...

(2) (Des)encontros

(1) Mundo Imundo

POESIA EM REDE http://poesiaemrede.no.sapo.pt/

pesquisar poema

blogs SAPO

subscrever feeds